03 junho 2018

Ninguém muda quando não quer

Reciprocidade está na sensação da correspondência de um sentimento espontâneo e genuíno que existe dentro de nós. Vai muito além do "eu também". Está no "vamos", "daremos um jeito", "quero você", "vou até aí", "desce que vim te ver", "a gente consegue", "sinto sua falta", "você é importante para mim".
Reciprocidade é um verdadeiro bálsamo em nossas vidas. Diria até, um privilégio. Coisa boa demais ter do outro, o que ele tem de nós. Emoções correspondidas são proporcionais, carregam consigo as melhores sensações que alguém pode ter:
Te chamo e você vem.
Te desejo e sou desejado.
Te quero e você me quer. 
Penso em você e você pensa em mim.
Te priorizo e sou priorizado.
Relações desequilibradas em seus sentimentos e investimentos, serão truncadas, impacadas, cansativas, desgastantes, dificultosas e sofridas. Compostas de receios, joguinhos emocionais, duelo de vaidades, incertezas, angústias, inseguranças e frustrações: "não sei", "estou em dúvida", "hoje não dá", "estou cansado", "não tinha visto a sua mensagem", "tenho que trabalhar", "não vai dar tempo", "esqueci", "não posso", "não consigo", "tá tarde" e por aí vai...
A insistência em interações inconsistentes, sempre nos transmitirão esse sentimento de vazio, falta e claro, aquele golpe na autoestima. O maior problema não é a inexistência de reciprocidade, mas a fixação e teimosia que tantas vezes temos, nessas pessoas que já mostraram de todas as formas, não terem interesse compatível, recursos ou condições suficientes, para compartilharem de nossas intenções e investimentos com elas.


25 maio 2018

Playlist para o Sexo.

Thinkstock

Olaaarrrr...

Olha a sumida aqui, faz tempo que não escrevo nada, né? andei muito, mais muuuitooo desmotivada, devido alguns problemas pessoais na minha vida (dentre eles depressão - e este vou falar em outra hora - e a perda da minha mãe), então hoje, resolvi vasculhar meu blog e voltar com tudo, e vou falar sobre muita coisa que vivi nesse tempo que passei meio desligada daqui (muito é culpa do FACEBOOK).


ESTIVE NAMORANDO por um bom tempo, e nesse tempo, percebi coisas bem legais que eu fazia com o namorado, e resolvi juntar e quem sabe servir como incentivo para outros casais, bem acredito que a maioria dos meus leitores tenham manias, e estas são rotinas legais feitas com o amor, pois é, eu e o namorado, tínhamos uma mania legal, todas as vezes que íamos "fazer amor", ouvíamos uma lista de músicas, e cara, cada música dava um compasso bem legal na hora do sexo, achei até no spotify uma playlist legal (clica aqui), mas eu vou colocar a minha aqui tb, talvez alguém se agrade com algumas.


primeiro de tudo, salva sua playlist como SEXO (sem vergonha, aqui não tem nenhuma criança), ela vai te ajudar a não se perder, e nem perder tempo procurando, a minha está no Play Música (mas vc pode comprar sua música em outro lugar)


Só entrar tb na minha lista no Spotify

  1. Liniker e os Caramelows - Zero
  2. Tiago Iorc - Bang
  3. Rihanna - Needed me
  4. Rihanna - Sex with me
  5. Zayn – Pillowtalk
  6. The Pussycat Dolls - Don't Cha
  7. Norah Jones - Come away with me
  8. Ludmilla - Hoje
  9. Kelis - Milkshake
  10. John Mayer - Gravity (escolha do namorado)
  11. David Guetta - Sexy Bitch
  12. Madonna - Erotica
  13. Madonna - Take a bow
  14. Rihanna - Desesperado
  15. Preta Gil - Cheiro de amor

Algumas ficaram faltando muitas, mas essas basicamente são as que conseguimos ouvir, porque depois da quarta a gente nem está mais prestando atenção nas letras, e sim nas batidas...

04 maio 2018

Saindo da casa dos pais

Enfim mais um ciclo se fechou, e nesse momento partindo para nova etapa da minha vida, saindo da casa dos pais (pai, porque minha mãe falecera ano passado), dessa vez, definitivamente, sem choro e nem vela, só uma fita amarela... e com uma filha pequena, bora lá, e já comecei a LER sobre organização, e botar quente na filha pra que me ajude, até porque iremos morar só nós duas.

Organize sem Frescuras | Rafaela Oliveira » Arquivos » Meu Cantinho: despensa dos sonhos

Eu já estou aqui pensando cá com meus botões como organizar tudo, porque olha, vai ser uma batalha boa, eu sou adepta da "bagunça organizada" e tenho uma filha saudavelmente arteira... já viram! então comecei a tomar juizo e colocar meu quarto nos eixos, e tipo, sem muito sucesso, mas tentando... trabalho com papelaria criativa, já viu como é o o escritório...

01 março 2018

A escorpiana



Às vezes ela vai ser grossa, vai ter mudanças inexplicáveis de humor. Às vezes do nada ela vai te pedir algo sobre outras garotas e não importa o quanto perfeita seja sua explicação ela vai te olhar, apertar os olhinhos e dizer: 'Ahamm, sei'.

Ela é dessas que pode acordar dizendo 'não me toca', ou pode pular sobre você te incomodando até lhe roubar o sono. Ela é dessas que se ela não estiver dormindo você também não dorme. Às vezes no meio de um filme ela vai erguer os olhos e ficar te olhando ao invés de olhar para a TV. Ela vai esfregar a cabeça no teu peito como se você fosse o lugar mais confortável do mundo.

Ela odeia coisas em ti que nem sabe explicar, mas há muito mais que ela ame, ama tanto que não consegue colocar para fora apenas em palavras, ela precisa incomodar, provocar, irritar.

Ela é assim, mas não com qualquer pessoa... ela é assim com você. Talvez porque você seja o lugar onde ela pode ser ela, sem medo, sem correntes, com todos seus defeitos e qualidades. Só com você... só com você.

sheik 🌶🦂

24 fevereiro 2018

Sobre amores líquidos

''Acordei. Peguei o celular. Ignorei as mensagens dos grupos. Fui direto para o papo com ela. Mandei “bom dia” acompanhado de uma carinha fofa. Larguei o celular. Levantei. Cumpri o ritual das manhãs. Dentes. Banho. Roupa. Enquanto tomava uma enorme xícara de café, olhei novamente o telefone. Dois tiques azuis no meu “bom dia”. Nenhuma resposta. Guardei a leve chateação. Fui para as obrigações. 45 minutos depois. Olhei o celular. Nada. 2 horas mais tarde. Nada. Intervalo para o lanche. Troquei mensagens com amigos. Dei risada em alguns grupos. Fui novamente no papo com ela. ONLINE. Nenhuma palavra. Nada. Absolutamente nada. Deixei o orgulho de lado. Mandei aquela carinha com o polegar e o indicador no queixo. Funcionou. Ela respondeu. “Bom dia, tudo bem com vc???”. Ufa. “Tudo tudo. E como vc passou de ontem pra hj?”. 2 minutos. 5 minutos. “Tô na correria aqui dpois nos falamos bj”. Poxa. “Ok, linda. Tô por aqui, é só chamar. Bjo”. Voltei para os afazeres. Saí para o almoço. Voltei do almoço. Rodei pelo Facebook. Ela postou uma foto com um amigo. Será que eu curto? Curti. Será que comento? Não. É demais. Abri mais uma vez o papo com ela. ONLINE. E nada de falar comigo. Nada. Passei a tarde fingindo me importar com outras coisas. Caiu a noite. Nada dela. Fui pra casa. Nada. Vi um episódio de Friends. Achei chato. Deitei para dormir. Abri o papo. ONLINE. Mandei o orgulho definitivamente às favas. Arrisquei uma frase. Apaguei. Arrisquei outra. Apaguei. Uma terceira. E enviei. “Acabei de ver um episódio de Friends. Nossa!”. Tentei parecer despreocupado. Relaxado. Tranquilo. 2 minutos. 5 minutos. 7 minutos. ONLINE. “Acontece hahahaha”. Só isso. Nada mais. Ela não perguntou do episódio. Não perguntou do meu dia. Não continuou o papo. Ainda joguei um “
hahahaha sim”. Larguei o telefone. Dormi chateado. Acordei. Peguei o celular. Abri o papo com ela. Não vou mandar “bom dia”. Acreditem se quiser. Mas ainda tinha me restado um pouco de dignidade.
Eu juro que reli umas 30 vezes os nossos papos para tentar achar onde foi que nos perdemos. Onde foi que eu a perdi? Por que ela "foi embora?" Por que ela parou de responder? Ainda no dia anterior, ela tinha me mandado uma música linda e criado um apelido fofo. O papo estava indo, sabe? Aquela conversinha legal em que a gente começa desvendar o outro. Tudo parecia estar bem... Foi além do sexo. Eu sei que foi. Mensagens diárias. Carinho. Parecia que ia ser coisa firme. Eu realmente pensei que fosse funcionar. Juro. Qualquer um pensaria pelo modo como estávamos indo. De repente, não mais que de repente, ela ficou evasivo. Fria. E sumiu. Sumiu. Sem explicações ou porquês. Uma dia, num papo delicioso, ela me falou que amava filme de terror. Até combinamos de ver no cinema.
Sabe, depois que eu vivi esse ghosting, comecei a refletir um pouco. A gente nunca pensou muito nas palavras de Bauman, mas talvez ele tenha razão. Os amores estão líquidos, frágeis, passageiros. Quantas vezes não foi eu quem retribuí gentileza com silêncio depois de alguns encontros? Quantos “olás” no Tinder eu nem abri? Se ficou tudo tão fácil para construir os laços, através de milhões de aplicativos, ficou igualmente fácil desatá-los. Numa infinidade de contatos e “ois”, a gente não sabe mais insistir ou se relacionar a longo prazo. Quantos ghosting ainda irei viver? Quantas contatos irei manter? Quantos aplicativos terei? Quantos encontros nessa semana? Quantas relações online de 15 dias? Quanto eu ainda vou me afetar? Quanto eu vou afetar alguém?
Acordei. Cumpri o ritual das manhãs. Enquanto tomava café na xícara, olhei o celular. Respondi a dois “bom dia” que recebi dos contatinhos. Será quanto tempo eles vão durar?"

-A era dos amores líquidos..

19 fevereiro 2018

Intimidade

Intimidade é mais que tirar a roupa, puxar o cabelo e dividir uma cama. Intimidade é falar que sente medo de perder, que gosta daquele filme chato, que ainda escuta aquelas músicas de 2000.
Intimidade não é só puxar o cabelo, morder o canto da boca, e e entrelaçar os corpos. Intimidade é soltar o arroto no meio do beijo e o outro sorrir, é contar que tem medo de palhaço, dar as mãos sem precisar passear, entrelaçar as almas. Intimidade não é quando o prazer acaba e você olha pro lado e diz "quero mais". Intimidade é sorrir no meio de um briga, e independente das dificuldades dizer: "eu te quero mesmo assim".

Por Marcos Bulhões

15 fevereiro 2018

Sobre pessoas e coisas

E no meio desse excesso de faltas: falta de sentimentos, de verdade, de empatia, de interesse, de amor, de compaixão... Falta o abraço, o ouvido, o sorriso, o toque, a mão, falta a voz que clama e que chama e falta também, o pão... 

Consumimos coisas, descartamos pessoas, poupamos o dinheiro e com ele, poupamos o nosso olhar. Não queremos ouvir, tão pouco  enxergar. Nos poupamos do compromisso, da proximidade, da entrega, nos poupamos do outro, sem pensar que se invertermos os papéis, o outro estará no nosso lugar. 
Tão atroz quanto não querer ver a quem a nós se assemelha é a incapacidade de se olhar.

 Engolimos ideias prontas, mentiras disfarçadas de verdades, reproduzimos discursos e banalizamos a crueldade.
 Falamos tanto de sofisticação, mas nos falta apurar os sentimentos, falta, na verdade, usarmos o coração. 

Não consigo entender o conceito do "ter", pois, somente, achamos que temos... Eu rio quando penso que a nossa suposta terra, será a nossa eterna dona, depois que morrermos. 
Sinto que nesse mundo eu não devo me encaixar, não consigo poupar o que é material, imagina o que recebo de graça, dons e amor foram feitos para gastar.

12 fevereiro 2018

45 coisas que uma mulher quer mas não pede.

1. Toque na cintura dela;
2. Basta falar com ela;
3. Compartilhe segredos com ela;
4. Diga-lhe que ela é linda;
5. Beije-a na testa;
6. Abrace-a;
7. Segure-a;
8. A faça rir;
9. Passe metade do dia com ela;
10. Conte histórias lindas e descontraídas;
11. Sorria com ela;
12. Surpreenda-a com um presente;
13. Dê-lhe alguns chocolates;
14. Respeite suas opiniões;
15. Quando ela diz que o ama, não termine sem dizer "eu também te amo";
16. Sempre abrace-a e diga "Eu te amo"  toda vez que a vê;
17. Beije-a inesperadamente;
18. Abrace-a por trás;
19. Repita que ela é linda;
20. Tenha uma longa conversa com ela.
UMA COISA QUE TENHA QUE FAZER É MOSTRAR QUE VOCÊ SE IMPORTA COM ELA;
21. Abra as portas para ela e dê-lhe um assento (isso a faz sentir importante);
22. Diga a ela que ela é seu tudo;
23. Se parecer que há algo de errado, pergunte a ela - se ela negar isso. simplesmente significa que não quer falar sobre isso - então apenas abrace-a em silêncio;
24. Faça com que se sinta amada;
25. Beije-a diante de OUTRAS garotas que estão com ciúmes de vocês dois!
26. Não minta sobre ela;
27. NÃO trapaceei ela;
28. Traga-a para um lugar que ela queira e goste;
29. Ligue para ela pela manhã e diga a ela "bom dia!";
30. Esteja lá para ela sempre que ela precisar de você, e mesmo quando ela não precisar, apenas esteja lá para que ela saiba que ela sempre pode contar com você;

Você ainda está lendo isso?

31. Mantenha-se próximo quando ela estiver com frio, então pode segurá-la também;
32. Quando ela  estiver sozinha, seja sua companhia;
33. Beije-a na bochecha; (Isso lhe dará a dica de que você quer beijá-la);
34. Enquanto estiver no cinema, coloque seu braço em volta dela para que ela possa colocar a cabeça em seu ombro, depois incline o queixo e beije-a levemente;
35. Nunca diga a ela que vá embora, mesmo que não o signifique. Se ela está chateada, conforte-a.
LEMBRE-SE DE TODAS AS COISAS QUANDO VOCÊ ESTIVER COM ELA.
36. Quando as pessoas desrespeitam-na, eleve-a;
37. Olhe direto em seus olhos e diga que você a ama.
38. Coloque a cabeça em seu peito para que ela possa ouvir a batida do coração, unir seus dedos enquanto você fala com ela enquanto ela descansa os olhos e escuta você;
39. Ao caminhar ao lado do outro, agarre-a e sorria para ela.
40. Quando você a abraça, segure-a nos braços o máximo possível. CERTIFIQUE-SE DE QUE SABE QUE ESTÁ AMANDO;
41. Ligue ou escreva-lhe uma mensagem à noite para desejar seus bons sonhos;
42. Conforte-a quando ela chorar e limpe suas lágrimas;
43. Leve-a por longos passeios à noite;
44. Sempre lembre-lhe o quanto você a ama;

A PARTE MAIS IMPORTANTE!

45. Leve sempre para Jantar, comida será sempre uma das coisas mais importante a fazer.

11 fevereiro 2018

Responsabilidade Afetiva

Deixa eu falar agora sobre responsabilidade afetiva.
Você sabe o que significa? Você tem?
Veja só: se você conhece alguém, independente da sua intenção, deixe claro desde o início o que você pode e o que você não pode oferecer.
Responsabilidade afetiva é sobre tratar os sentimentos da forma que eles devem ser tratados: com seriedade, respeito e empatia.
Você sabe o que é empatia? Empatia é se colocar no lugar do outro, é sentir a dor do outro antes mesmo que ela chegue até você.
Bom, voltando sobre a responsabilidade afetiva, posso dar milhares de exemplos, mas é mais fácil colocar você na linha de fogo (as pessoas só entendem quando acontecem com elas).
Você conhece uma mulher/homem, ela não corresponde suas expectativas mas você decide ficar assim mesmo, às vezes porque é bonita ou porque você está carente, ou porque você simplesmente quis continuar ficando pra ver até onde vai esse lance. Não importa o motivo, mas é sua responsabilidade ser transparente desde o início, sem cultivar expectativas na outra pessoa, sem fazer promessas que não irá ou não poderá cumprir, sem levar a pessoa ao céu por uma noite e depois joga-la num inferno de mensagens ignoradas só porque você não "tá afim."
Esteja afim sim! Mas afim de ser inteiro! O mundo já está cheio de metades, então seja inteiro. Seja responsável, seja dono de seus atos e assuma o sentimento que você cativou em outra pessoa.
É só uma transa? Deixe que claro que é só uma transa.
Tá rolando sentimento? Deixe claro quais sentimentos estão rolando.
Não foi legal? Deixe claro que não vai rolar de novo.
Ter vários contatinhos esperando seu ego querer ser massageado não é legal, não é bonito, não é humano de sua parte.
Na verdade, você pode ter mil contatinhos, desde que cada um deles saibam exatamente o que devem ou não esperar de você, desde que você não use da carência do outro para satisfazer seu sexo, seu ego ou seu narcisismo.
Responsabilidade afetiva é cuidar dos próprios sentimentos e dos sentimentos de quem chegou na sua vida. Não abra as portas para que alguém chegue querendo fazer morada onde não tem sequer um sofá de canto para descansar.
Você entendeu o que eu quis dizer? Seja responsável! Seja responsável com o sentimento que você cativa no coração do seu semelhante.
Corações não foram feitos para serem quebrados, pessoas não são descartáveis, beleza não supre carência afetiva, e sexo casual só é bom quando os dois querem. Não finja estar apaixonado só porque quer transar, seja claro sobre suas intenções e vontades.
Responsabilidade afetiva não é namorar e casar com o primeiro que se apaixona por você, responsabilidade afetiva é ser totalmente claro e transparente sempre! Sem ilusões, sem promessas, sem expectativas, sem deixar nas entrelinhas, sem fazer joguinhos de conquista.
Você consegue ser responsável? Não é tão difícil assim.

Helena Ferreira

Arquivo Pessoal: Eu e o namorado.

17 dezembro 2017

Sobre o Pará

Diz que toda mana que nasce no Pará é uma verdadeira miss simpatia, di rocha mesmo! Tu começa perguntando sobre uma gíria e já termina convidado pra tomar um café na casa dela. Falando em gíria, é importante lembrar que ela não fala português: ela fala paraense. Quem é de fora e quer visitar o Pará deveria fazer um curso antes, senão leva o farelo quando chegar lá. Fato é que, se existisse esse curso, a palavra "égua" teria que ter um capítulo especial só pra ela. "Égua" é uma expressão singular muito abrangente, difícil de explicar pra quem não é do país Pará, que funciona pra praticamente tudo nessa vida. Ela pode ser usada pra expressar satisfação, espanto, raiva, admiração, alegria, indignação, dúvida e, dependendo da situação, pode ser até um cumprimento. E ela tem mais força ainda se vem acompanhada da palavra "mana" logo em seguida. Se tu achou difícil entender, imagina quando ela te falar que comeu tanto açaí que acha que vai ~baldear~. Falando nisso, agora a gente vai precisar entrar num assunto seríssimo: açaí. Sim, açaí é assunto sério pra paraense. Pra ela, açaí de verdade é aquele comprado em litro e tomado com farinha de tapioca e peixe frito. E antes que tu, mana de outro estado, fique com vontade de rasgar daqui só de imaginar açaí com peixe, saiba que é uma delícia! Só precisa lavar direitinho o peixe pra tirar bem o pitiú que fica pai d'égua. Preciso te falar que aquela massa roxa que tu come com fruta, granola, leite condensado, LEITE NINHO, é tudo menos açaí. E se tu falar pra paraense que o açaí nutella do sul é melhor que o raiz, te acoca rapidola que ela só vai faltar te dar uma pisa! Se ela for mais da paz, só vai te responder com um simples "mas credo!" ou com um longo e sonoro "MAS QUAAAANDO?". Se o assunto ficar sério e tu resolver ir embora por causa disso, te prepare pra ouvir "vai pra ti ver se o pau não te acha!!!". Brincadeiras à parte, a verdade é que a paraense nem se bate com isso. Deixa as pomba lesa com as fuleragem delas, porque gente assim é palha demais. Mas espia, quer deixar ela brava de verdade? Fala que ela tá só é tuíra e esbandalha alguma coisa dela pra tu ver! (clique em #BrasileirasIlustradas pra ver mais estados)